Blog sobre meu intercâmbio em Winnipeg, Canada

Oi, cheguei!

Uma semana!

Uma semana só! Não dá nem pra acreditar que daqui 7 dias vou estar dentro de um avião indo já pro Canadá.
Nesses últimos dias, andei meio que aprendendo a “me virar” sozinha pra não fazer besteira lá. Apesar de incluir lavar a roupa na máquina de lavar e cozinhar doce, vai, até que tá bom, né?
Não satisfeitas, eu e mamãe (oi mamãe) ainda fizemos umas compras de doces, suquinhos e outras coisas bem brasileirinhas. Uma foto aí da muamba:

Bom né? Espero que o pessoal de lá goste hehe

 

No Sábado do dia 13, todos os intercambistas que vão para Winnipeg foram reunidos para uma última reunião, dessa vez com os pais. Aconteceu na cobertura de um hotel bonitão e foi quase todo mundo. Duas amigas minhas de Sorocaba e outra aqui de São Paulo (que, aliás, fiz amizade no English Camp até), mais um outro amigo meu que também tinha ido no camp foram, mais dois meninos e uma outra menina que não tinham ido lá.

A reunião, em si, não foi muito novidade pra mim, porque basicamente falaram todas as coisas que já tinham falado tanto no camp quanto na primeira reunião. Acabou sendo mesmo uma reunião só para os pais.

O bom foi que todo mundo acabou conversando sobre as novas famílias e (ainda bem), eu e todas as meninas iremos juntas no mesmo vôo!

Além disso, deu para passar na loja das Havaianas para comprar presentes pra minha futura mãe e irmã. =)

Família

Semana passada chegou o formulário da minha família. Apesar de ser o mesmo programa, ele é bem diferente dos formulários de famílias estadunidenses. Enquanto os formulários americanos possuem um belo dossiê da família, da cidade, entre outros, a gente recebeu só uma descrição da família que ficará conosco.
Vou ficar com a Nancy, uma mulher que já foi “mãe” de uma amiga minha, muito fofa e legal. Foi uma sorte ela ter me escolhido porque, no começo do ano, ela veio para cá visitar essa minha amiga e eu acabei indo junto, ou seja, já tenho um certo contato com ela, e já sei como “lidar” em certas situações com as dicas de quem já passou um tempo com ela! Ela já abrigou muitas intercambistas na casa dela e trabalha na Igreja. Eu não costumo ir pra Igreja, mas estou bem animada pra ir porque tem todo um grupo de jovens lá, o que facilita na hora de fazer amizades.

Eu ainda vou ter como “irmã” uma italiana, um ano mais velha que eu, mas que vai estudar na mesma série. Apesar da descrição, é muito difícil imaginá-la, porque só no papel não dá pra ter nenhuma ideia mesmo! hahaha

Vou estudar numa escola chamada Vincent Massey, que fica a 5 minutos da casa da Nancy, no 11th grade, que seria o 2º ano daqui.

Por enquanto, é só isso que sei. Próximas informações virão daqui mais ou menos um mês! *-*

Baquetas

Ganhei nesse último sábado da minha tia Nina umas baquetas do Hard Rock Cafe lindíssimas, como presente de viagem. Acho que só vou estreá-las no Canadá! (hehehe)

English Camp

Dia 8 fui para o English Camp, que seria mais ou menos um acampamento de “treinamento” para o intercâmbio. Para ser bem sincera, eu não estava com vontade de ir, nenhuma mesmo, e todo mundo disse que também estava assim – até a gente chegar lá.
Eu, que não conhecia muito ninguém, acabei achando umas pessoas que estavam na minha reunião e, assim, fui fazendo amizade no ônibus. Todo mundo foi conversando bastante, tudo mais ou menos sobre intercâmbio: um pessoal contando sobre as famílias que já tinham recebido, sobre cidades (a cidade de uma das minhas amigas tem 250 pessoas!), e outras coisas assim.
Resumindo bastante, a gente passou 5 dias lá tendo atividades e reuniões todas relacionadas ao intercâmbio e a problemas que podem aparecer lá, como quando você perde um vôo ou quanto à maneira que você deve agir na sua casa.

O que eu achei muito legal foi poder conversar com um pessoal que já tinha feito intercâmbio. Além dos monitores, tinha uma menina e outros dois meninos (um deles até levou o “irmãozinho” americano dele de 2 metros) que tinham acabado de voltar do intercâmbio. É muito engraçado ver que cada um teve uma experiência completamente inusitada e diferente: uma ex-intercambista tinha ficado no Havaí (!) e um outro ia voltar para os EUA porque tinha conseguido bolsa de estudos em uma faculdade por jogar muito bem basquete. Assim, deu pra todo mundo resolver de boa todas as dúvidas que tinham. Tinha também uma menina de Nova Iorque, a Caroline, que estava lá como camper, junto com dois irmãos, que bateu um papo muito legal com todo mundo.
Outra coisa muito bacana foram os esportes. Apesar de ter sido muito ruim no jogo, eu curti muito baseball, e tive a incrível oportunidade de me sentir muito mal jogando basquete com um monte de gente gigante! hahahah
E o mais bacana foi poder fazer vários amigos, várias pessoas que, assim como eu, estão completamente nervosas, ansiosas e sem a mínima ideia de onde vão botar a bandeja do almoço no primeiro dia de aula!

Sexta feira passada eu encontrei uma coisa que, pra ser bem sincera, até me deixou um pouco em choque. Estava eu procurando procurando algumas imagens de Winnipeg para colocar no blog, ou qualquer outra coisa relacionada, quando encontrei uma camiseta do Comeback Kid. Comeback Kid é uma banda de hardcore (que até fez um show aqui no Brasil em março) que, pra mim, tem um som muito legal e, por acaso, tem uma camiseta meio que fazendo uma adaptação do logo do time de hockey de Winnipeg (os Jets) com o nome da banda. Até aí, eu não sabia o que RAIOS tinha a ver a banda com a cidade, quando eu vi depois que Comeback Kid É de Winnipeg! Legal né? O mais estranho ainda é que, quando eu pesquisei por Winnipeg, vi o time de hockey e logo em seguida a camiseta da banda…

O logo dos Jets

A camiseta da banda   

Espero que eles passem por lá no segundo semestre! hahaha

Nuvem de tags

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: